Poesia de Natal
Cora Coralina (poetisa e contista brasileira)

Enfeite a árvore de sua vida
com guirlandas de gratidão!
Coloque no coração laços de cetim rosa,
amarelo, azul, carmim,
Decore seu olhar com luzes brilhantes
estendendo as cores em seu semblante

Em sua lista de presentes
em cada caixinha embrulhe
um pedacinho de amor,
carinho,
ternura,
reconciliação,
perdão!

Tem presente de montão
no estoque do nosso coração
e não custa um tostão!
A hora é agora!
Enfeite seu interior!
Sejas diferente!
Sejas reluzente!

“O avarento experimenta, simultaneamente, todas as preocupações do rico … e todas as torturas do pobre.” (Albert Guinon – dramaturgo francês)

Espaço Cultural – Jean de la Bruyere

“O homem passa por apenas três grandes eventos: nascer, viver e morrer. Mas ele não sabe que nasceu, ele sofre com a ideia de morrer e ele se esquece de viver”. (Jean de la Bruyere – pensador francês)

Espaço Cultural – Blaise Pascal

“Não tenho vergonha de mudar de ideia, porque não tenho vergonha de pensar.” (Blaise Pascal – matemático, físico, inventor, filósofo e teólogo católico francês)

“A morte é a curva da estrada, morrer é só não ser visto.” (Fernando Pessoa – poeta português)

Espaço Cultural – Plutarco

“A mente não é um recipiente a ser preenchido, mas um fogo a ser inflamado.” (Plutarco – filósofo grego)

“A descoberta consiste em ver o que todos viram e pensar no que ninguém pensou.” (Albert Szent-Györgyi – fisiologista húngaro)

“Deixe que a idade e não o rancor forme as rugas do seu rosto.” (Thomas Brown – filósofo e poeta inglês)

“Todos os jardineiros vivem num belo lugar, porque assim eles o fizeram.” (Joseph Joubert – ensaísta francês)

“A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter. Quem é cruel com os animais, não pode ser um bom homem.” (Arthur Schopenhauer – filósofo alemão)